Arquivo do autor:Fabiano Araujo

Educação sem fronteiras

Passeando por uma escola em seu funcionamento normal, a situação mais comum é vermos as salas fechadas, corredores em silêncio até tocar o sinal e começa aquela correria, o semblante despreocupado dos alunos transparecem uma sensação de liberdade, é como sair de uma jaula. Bem essa sensação todo mundo já teve ou presenciou numa escola.
Mas a maioria também tem aquela lembrança de uma aula excepcional mas fora da sala de aula, sem os limites dos muros da escola, algo que não é uma coisa nova.  Aristóteles também preferia passear pelos pátios do liceu e suas aulas porque permitiam uma relação direta com o mundo que se discutia filosoficamente. Com esta inspiração imaginamos um portal onde fosse possível sair dos limites da escola usando a internet para permitir que a relação professor-aluno continuasse, a ele chamamos de Peripaton.

Peripatético , é a palavra grega para ‘ambulante’ ou ‘itinerante’. Peripatéticos (ou ‘os que passeiam’) eram discípulos de Aristóteles, em razão do hábito do filósofo de ensinar ao ar livre, caminhando enquanto lia e dava preleções, por sob os portais cobertos do Liceu, conhecidos como perípatoi, ou sob as árvores que o cercavam. Fonte: Wikipedia

Recursos disponibilizados neste portal tem a proposta de permitir uso de internet para fins educacionais, mas principalmente que permitam estabelecer a relação aluno-professor, e os colaboradores deste site, formam um grupo de Peripatéticos da internet pesquisando por novidades, discutindo e aplicando esses recursos de forma colaborativa.
No site são disponibilizados ambientes virtuais de aprendizagem como Moodle, ATutor, Dokeos entre outros OpenSource, além do PHPWebQuest recursos que permitam os professores testarem e conhecerem as ferramentas, discutir, ajudar e ser ajudado por outros usuários e principalmente relatar essas experiências num fórum.
Bem num mundo ideal esse portal seria uma forma de colaborar com os professores que pretendem usar a internet com seus alunos mas não dominam tecnologia e não podem fazer um investimento para criar um site pessoal, por isso o Peripaton seria gratuito.
Esse site foi criado em 2007 chegou a ter usuários interessados em utilizar o moodle em cursos de português para angolanos na França, além de diversos professores que utlizavam como repositório de material didático, mas infelizmente acabou fechando as portas no início de 2011 por falta de uma administração eficiente e de colaboração frequente para atualizar o portal.
Mas a proposta continua, aqueles que lerem este post, se comoverem e tiverem interesse em colaborar sejam bem vindos.

%d blogueiros gostam disto: